Pontos de interesse

A localização da Moderna do Gerês Hotel é privilegiada. A Serra do Gerês tem variados motivos de interesse: Ambiente, Paisagem, Fauna e Flora, Património Cultural, Turismo Náutico, Turismo Religioso e Termal.

Em parceria com diversas entidades locais, a Moderna do Gerês tem ao dispor dos seus clientes, um leque variado de ofertas turísticas.

Como referência, apresentamos-lhe algumas actividades e pontos de interesse de que poderá desfrutar nas suas férias no Gerês.

Parque Nacional da Peneda Gerês

PNPG

O PNPG (Parque Nacional da Peneda Gerês) é a única área protegida nacional que possui a categoria de Parque Nacional, o nível mais elevado de classificação das áreas protegidas. Engloba sítios de riqueza natural distintos cuja biodiversidade dos seus habitats endémicos importa preservar. A Mata de Albergaria corresponde a um desses sítios e está distinguida pelo Conselho da Europa, como uma das Reservas Biogenéticas do Continente Europeu – o “coração” do Parque.

Termas e SPA

spa

“As águas mais valiosas da Europa na Serra mais formosa de Portugal” –  Dr. Ricardo Jorge

Viver e respirar saúde, tirando partido das excelentes qualidades terapêuticas das águas da Estância Termal do Gerês, uma tradição secular na zona que remonta à época dos romanos. Construído no século XVIII, o primeiro estabelecimento Termal do Gerês dá agora lugar a um edifício recentemente remodelado, dotado de equipamentos e técnicas termais mais modernas, que disponibilizam tratamentos de hidroterapia, fisioterapia e electroterapia. Alguns espaços e valências desportivas de lazer complementam este serviço, num local de eleição para dias tranquilos e revitalizantes.

A nossa unidade hoteleira está localizada próximo do SPA e das Termas do Gerês. Dispomos de protocolos que nos permite oferecer descontos e outros benefícios aos nossos clientes.

Cascata do Arado e de Taiti

450px-CascataArado

A Cascata do Arado surge dos cursos de água de montanha, derivados do rios do Camalhão e da Teixeira que vão desaguar no rio Arado.

Nesse percurso, que vence um forte desnível, gera uma sucessão de cascatas e lagoas, mais ou menos profundas sendo constante a água límpida.

A Cascata de Taiti ou originalmente chamadas de Cascatas Fechas de Barjas é uma cascata de alta montanha cujas águas são provenientes do Rio Arado. Esta queda de água termina numa calma e serena lagoa com margens de areia e águas cristalinas que representam uma recompensa  para os caminhantes que poderão observar ou mergulhar uma das mais belas e maiores cascatas do Gerês.

 

 

Barragem da Caniçada

2

A Barragem da Caniçada está localizada nos concelhos de Terras de Bouro e de Vieira do Minho, poderá considerar-se a mais bela “porta” do Parque Nacional da Peneda-Gerês, um verdadeiro cartão de visita que perdurará na memoria dos visitantes.

Praia fluvial localizada em pleno coração do Parque Nacional da Peneda Gerês, cercada de uma paisagem de beleza natural deslumbrante. Local perfeito para passar momentos tranquilos mas igualmente um local propício para desportos aquáticos onde também não falta diversão e muita adrenalina.

 

Rede de Trilhos pedestres

Uma das formas de admirar as paisagens naturais do Gerês, passa pela prática de caminhadas. Participe no programa de trilhos guiados de forma gratuita para os nossos clientes, num total de 168 caminhadas guiadas pela montanha e mais de 1200 km de trilhos.
A rede de Trilhos Pedestres “Na senda de Miguel Torga” disponibiliza um conjunto percursos sinalizados que possibilitam uma maior independência e segurança aos praticantes. Nesta actividade ao ar livre existem dois tipos de percurso: pequena rota (PR) e grande rota (GR), cada um marcado com cores que assinalam a tipologia do percurso, que servem de orientação aos pedestrianistas.
Os percursos envolvem temáticas e características diferenciadas, quanto à distância, grau de dificuldade e local, com a intenção de serem atractivos e acessíveis a todos os praticantes.

Baixe aqui os mapas dos trilhos do Gerês:

PR1 – Trilho da Cidade da Calcedónia

PR2 – Trilho do Castelo

PR3 – Trilho dos Currais

PR4 – Trilho dos Moinhos e Regadios

PR5 – Trilho da Águia do Sarilhão

PR7 – Trilho de São Bento

PR8 – Trilho do Couto de Souto

PR9 – Trilho da Geira

PR10 – Trilho Interpretativa das Silhas dos Ursos

PR11 – Trilho da Preguiça

PR12 – Trilho dos Moinhos de Sta. Isabel do Monte

PR14 – Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês

Miradouros

Miradouro_da_pedra_bela

As serras, Gerês e Amarela, as cascatas e lagoas, os miradouros, a fauna, flora e geologia interligados numa autenticidade espontânea e natural, fazem desta região uma forte herança patrimonial no vector ambiental e turístico.

Os miradouros são janelas abertas para apreciar a imensidão paisagística deste património natural, destacando-se os Miradouros Pedra Bela, Junceda, Boneca, Fraga Negra, Penedo da Freira, , Mirante Novo e Velho e o miradouro de Bom Jesus das Mós que, na sua maioria, são visitáveis pelos pedestrianistas e visitantes que percorrem o Trilho dos “Miradouros” e Trilho “Silha dos Ursos”.

Miguel Torga escreveu no ‘Diário VII’: “há sítios do mundo que são como certas existências humanas: tudo se conjuga para que nada falte à sua grandeza e perfeição. Este Gerês é um deles”.

Rio Homem

riohomem

O Rio Homem nasce no Gerês, onde desfrutamos das magníficas águas límpidas rodeados de uma beleza natural rara, é um afluente do Rio Cávado é neste rio que se localiza a Barragem de Vilarinho das Furna.
As margens deste rio distinguem-se pela belíssima conjugação da montanha com o rio. Podem ser encontradas várias quedas de água e lagoas naturais em vários pontos do seu percurso.

 

Vilarinho das Furna (localidade) e Barragem de Vilarinho das Furna

Albufeira da Barragem de Vilarinho da Furna

Vilarinho da Furna era antes da construção da barragem com o mesmo nome, um lugar da freguesia de Campo do Gerês, situada no concelho de Terras de Bouro.

Actualmente Vilarinho das Furna encontra-se submerso na albufeira da barragem com o mesmo nome.

A construção da barragem, obrigou ao desalojamento em 1971, dos habitantes da aldeia comunitária de Vilarinho da Furna. Quando na barragem o nível das águas desce, podem ver-se ainda as casas, os caminhos e os muros da antiga aldeia.

 

São Bento da Porta Aberta

Interior cripta São Bento da Porta Aberta

São Bento da Porta Aberta é uma referência nacional quanto a turismo Cultural e Religioso. Milhares de peregrinos e devotos visitam, ao longo de todo o ano, o recinto do Santuário de São Bento da Porta Aberta, situado à entrada da Serra do Gerês, para cumprirem as mais variadas promessas e rogarem por novas benesses àquele que é tido como o maior santo milagreiro do Norte do País.

O Santuário de São Bento da Porta Aberta popularizou-se até terras mais recônditas. As caminhadas e as romarias dos peregrinos nos dias de Festa, 21 de Março, 11 de Julho e, principalmente, 12 e 13 de Agosto fazem com que o religioso e o profano se cruzem numa simbiose rica e natural.

 

Fauna e Flora

fauna e flora

O Gerês é variado e dispõe de uma grande diversidade da fauna e de flora.
Além de javalis e de lobos, a Serra do Gerês tem veados, texugos, lontras, martas, tourões, etc. A águia-real, apesar de rara, persiste na vigilância das alturas do Gerês. O Garrano percorre o vale do Gerês alimentando-se grande variedade de vegetais, desde ervas até plantas arbustivas e arbóreas.
A Flora do Gerês, é representado por variadas espécies, como o Lírio do Gerês, o Sobreiro, o Medronheiro, o Azereiro, o Feto do Gerês, o Feto Real, a Uva do Monte, o Azevinho e o Carvalho do Gerês.

 

 

*) Alguns dos conteúdos aqui incluídos foram obtidos na Wikipedia